sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

CURSO DE EXTENSÃO: ORGANIZAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES EM EAD

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO
CURSO DE EXTENSÃO: ORGANIZAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES EM EAD

Temas:
• Conceitos, objetivos e funções da biblioteca escolar.
• Legislação da biblioteca escolar.
•Responsabilidade do bibliotecário no desenvolvimento do ensino, da aprendizagem e da pesquisa. Organização da biblioteca no sistema educacional. Relação escola x bibliotecário. Relação professor x bibliotecário. Relação usuário x bibliotecário.
• Mediadores de Leitura.
• A pesquisa escolar na biblioteca.
• Leiaute da biblioteca escolar.
• Acessibilidade na biblioteca escolar e as PNEEs. A internet e a biblioteca escolar.

Ministrantes:
Prof. Eliane Lourdes da Silva Moro (UFRGS)
Prof. Lizandra Brasil Estabel (UFRGS)
Prof. Rute Batista Pontes (UFC)

Período de Realização: março a julho de 2009 (segundas-feiras)

Modalidade: EAD mediada por computador com atividades assíncronas e síncronas.

Horário das atividades síncronas (semanais): bate-papo: segundas-feiras (intercaladas) das 18h e 30min às 19h e 30 min

Carga Horária: 45h

Local: Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc

Público Alvo: Bibliotecários, acadêmicos de Biblioteconomia, profissionais que atuam em bibliotecas escolares e comunidade interessada.

Inscrições:
Período: até 06 de março de 2009 através do email: ebea_ead@ufrgs.br
Investimento:
Profissionais que atuam na área e pessoas da comunidade externa: R$ 100,00 (15 vagas).

DIA DO DEFICIENTE AUDITIVO - 23 DE FEVEREIRO

Disponível em: http://flickr.com/photos/7328911@N07/2435280803. Acesso em: 20 fev. 2009.

O termo deficiência auditiva refere-se à incapacidade parcial ou total da audição. Entretanto, para a comunidade Surda, este termo está vinculado àqueles que não participam de Associações e não sabem Língua de Sinais.















Disponível em: <www.peabirus.com.br/redes/form/post?pub_id=10199>. Acesso em: 25 fev. 2009.

Algumas pessoas com perda parcial da audição se auto denominam como tendo uma deficiência auditiva, não gostando de serem chamados de surdos. Segundo a Federação Nacional de Surdos (FENEIS), a nomenclatura mais antiga e incorreta utilizada é a de surdo-mudo. O fato de uma pessoa ser surda, não significa que ela seja muda. No Brasil, surdo é o indivíduo que possui uma audição não funcional para todos os sons e ruídos do ambiente, impedindo-o de adquirir, naturalmente, a língua oral/auditiva e compreender a fala através do ouvido. Os surdos possuem uma identidade, uma cultura e uma língua. Para eles, o surdo não possui uma deficiência, mas sim, uma outra língua.

TEXTO E IL. À DIREITA:

Disponível em:
Acesso em: 20 fev. 2009.
Disponível em:
Acesso em: 21 fev. 2009.



Para saber mais (referências disponíveis no site acima/texto):

SÁ, Nídia Limeira. Os Estudos Surdos: cultura, poder e educação de surdos. São Paulo: Paulinas, 2006.
SASSAKI, Romeu Kazumi. Vida Indepentente: história, movimento, liderança, conceito, filosofia e fundamentos. São Paulo: RNR, 2003.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

HOMENAGEM A DOIS ESCRITORES BRASILEIROS

No dia 25 de fevereiro, dois importantes nomes da literatura brasileira nos deixaram: Mário de Andrade (1893/1945), um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna, em 1922 e Caio Fernando Abreu (1948/1996), gaúcho de Santiago, que residiu no Bairro Menino Deus em Porto Alegre e no início de sua carreira foi incentivado por Hilda Hilst (ver post de 17/fev/2009).

Vamos conhecer um pouco mais a respeito desses escritores:

Mario de Andrade (São Paulo, 9 de outubro de1893 - Idem, 25 de fevereiro de 1945)




Iniciou sua carreira literária em 1917, com o livro Há Uma Gota de Sangue em Cada Poema. Estreou em livro de contos com Primeiro Andar, publicado em 1925, e posteriormente incluído em sua Obra Imatura. Colaborou com crônicas, contos e críticas em diversos periódicos. Entre seus mais de vinte livros está o romance Macunaíma: o heroi sem nenhum caráter, de 1928, marco do Modernismo brasileiro.

Texto:

Disponivel em: <www.ediouro.com.br/contosdebelazarte/autor.asp>. Acesso em: 24 fev. 2009.

Ilustração:

Disponível em: <http://www.fortunecity.com/village/degeneres/367/raiox07a.html>. Acesso em: 24 fev. 2009.

Obra de Mário de Andrade disponível na Biblioteca da ETS:

ANDRADE, Mário de. Macunaíma: o heroi sem nenhum caráter. Rio de Janeiro: Agir, 2007. 237 p. (distribuído pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola para o Ensino Médio - PNBEM/2008).

Caio Fernando Abreu (Santiago, 12 de setembro de 1948/Porto Alegre, 25 de fevereiro de 1996)




Escritor de narrativa envolvente, interessante, original. Escreveu e publicou bastante. Em suas obras, Caio nos fala das coisas da vida: amor, sexo, dor, solidão, amizade, morte.



Texto/fotografia:

Disponível em: <http://anacarolinalimabraga.wordpress.com/tag/caio-fernando-abreu/page/2/>. Acesso em: 24 fev. 2009.

Obras de Caio Fernando Abreu disponíveis na Biblioteca da ETS:

ABREU, Caio Fernando. Caio Fernando Abreu. Porto Alegre: IEL, 1988. 24 p. (Autores Gaúchos, v.19);


______. O Inventário de Ir-remediável. 2. ed. Porto Alegre: Sulina, 1995. 158 p. (2 exemplares - Prêmio Fernando Chinaglia 1969);


ABREU, Caio e outros. Histórias de Grandeza e de Miséria. Porto Alegre: L&PM, 2003. (Coleção Palavra da Gente, v. 2).

CARNAVAL PELO MUNDO (3) - ALEMANHA

Escolhi outro país europeu para encerrar os posts sobre Carnaval deste ano...


Disponível em: <forum.outerspace.com.br/showthread.php?t=68391>. Acesso em: 24 fev. 2009.

O carnaval na Alemanha se chama de Karneval ou, quanto mais ao sul, mais e mais vai sendo chamado de Fasching.

A Alemanha mantém uma longa tradição carnavalesca. Embora muitíssimo diferente do carnaval celebrado nos países latino-americanos, por exemplo, mas no fundo com o mesmo espírito de escape da realidade do cotidiano.

Disponível em: <estagiarios.zip.net/>. Acesso em: 24 fev. 2009.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

CARNAVAL PELO MUNDO (2) - NEW ORLEANS

Disponível em: <http://www.livingneworleans.com/?p=759>. Acesso em: 23 fev. 2009.

Disponível em: <http://www.labellecuisine.com/Archives/surprise/corinne_dunbars.htm>. Acesso em: 23 fev. 2009.


Ao contrário da crença popular, Mardi Gras acontece somente durante um dia, na Terça-feira Gorda. O restante das festividades são conhecidas como carnaval.
Muitos desfiles de Mardi Gras são familiares e amigáveis, encorajando as famílias a participarem; a maioria ocorre no Bairro Francês.

Mardi Gras não é originária de New Orleans; diversas cidades norteamericanas reclamam a primeira celebração no continente, entre elas, Mobile (Alabama).

As festividades carnavalescas remontam há centenas de anos no continente europeu.

Disponível em : <http://www.tripandom.com/tag/new-orleans/>. Acesso em: 23 fev. 2009.
REFERÊNCIA -TRADUZIDO DE:

INTERNET - BALANÇO 2008

Disponível em <http://educacaodialogica.blogspot.com/2008_04_12_archive.html>. Acesso em: 23 fev. 2009.

Verisign mostra balanço: em 2008 a internet mundial apresentou um aumento de 16% em relação a 2007 na quantidade de domínios registrados - é um total de 177 milhões de registros!
REFERÊNCIA:
ERTEL, Lurdete. .com. Zero Hora, Porto Alegre, 21 fev. 2009. Informe Econômico, p. 17.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

CARNAVAL PELO MUNDO (1) - VENEZA

Disponível em: <www.kybipix.com/best-photos/?m=200805&lang=pt>. Acessoe em: 20 fev. 2009.

O carnaval veneziano foi dos mais alegres e importantes. Bailes e festas aconteciam, durante uma semana, nas praças, ruas e canais, repletos de gôndolas enfeitadas com decorações criadas especialmente para a festa. Os teatros e casas de espetáculo permaneciam abertos 24 horas.
O primeiro carnaval veneziano ocorreu em 1420, comemorando a vitória de Veneza sobre Aquiléia, com a realização de um desfile satirizando os derrotados.
No início do século XVIII, incorporou-se à festa, o corso de gôndolas. As famílias tradicionais participavam do cortejo pelo Grande Canal, ao som de trombetas, até o zoológico da cidade, onde se realizava um grande carnaval.
Quando Veneza foi anexada pela Áustria, o carnaval se enfraqueceu.
Em 1866, com a libertação do domínio austríaco, realizou-se o maior carnaval de todos os tempos.
Posteriormente, o carnaval de Veneza voltou a minguar, a ponto de quase desaparecer.

REFERÊNCIA:
Disponível em: <from_info_index=25&infoid=678&sid=14&tpl=printerview>. Acesso em: 20 fev. 2009.

HORA DO PLANETA - 28 DE MARÇO DE 2009

Brasil - Hora do Planeta


Inscreva-se! Participe! Divulgue!

Ao se registrar você está colaborando para que a Hora do Planeta alcance mais de um bilhão de pessoas em mil cidades em todo mundo em 2009.

A Hora do Planeta convida comunidades, empresas e governos a apagarem as luzes às 20h30 no dia 28 de março durante 1 hora. Todos juntos num ato simbólico para mostrar que é possível tomar medidas contra o aquecimento global.

Faça a sua parte, vamos chamar a atenção do mundo civilizado para a necessidade de se poupar os recursos naturais, não renováveis e à beira do esgotamento...

ORIGAMI

Este site japonês é uma graça!
Disponível em: <http://www.origami-club.com/>. Acesso em: 22 fev. 2009.

Disponível em: <http://www.origami-club.com/insect/lady%20bug/index.htm>. Acesso em: 22 fev. 2009.
Sugestão da colunista de ZH, Mariana Kalil:
KALIL, Mariana. Por Aí. Donna ZH, Porto Alegre, 22 fev. 2009. p.3.
Ver também: post de 20 out. 2008.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

CARNAVAL - PINCELADAS DE HISTÓRIA (BRASIL)

Disponível em:

A palavra carnaval origina-se na palavra latina carnevale (“Carne, adeus!”), que significa a proibição do uso da carne na quaresma, os quarenta dias que antecedem a Páscoa.

Disponível em: <http://www.lucianopires.com.br/idealbb/view.asp?topicID=7>. Acesso em: 19 fev. 2009.

Apesar de não ser uma festa religiosa, o carnaval tem sua data marcada pela Igreja: a Páscoa é sempre na primeira lua cheia depois do início da Primavera do hemisfério norte (dia 21 de março) e o carnaval acontece 47 dias antes desta data.


Disponível em: <http://purl.pt/4892/1/ >. acesso em: 18 fev. 2009.

O carnaval foi introduzido no Brasil pelos portugueses, provavelmente no século XVII, com o nome de entrudo. Essa forma de brincar, que persistiu durante a Colônia e a Monarquia, consistia num folguedo alegre mas violento. As pessoas atiravam umas nas outras água com bisnagas e o famoso limão-de-cheiro (uma bola de cera recheada com água perfumada — geralmente com fragrância de canela —, e atirada nas pessoas que passavam na rua) e depois pó, cal e tudo que tivessem às mãos. Combatido como jogo selvagem, o entrudo prevaleceu até aparecerem elementos de brincar menos agressivos, como o confete, a serpentina e o lança-perfume. Daí em diante, através dos tempos, o carnaval foi inovando.

Disponível em: <www.almanaquedacomunicacao.com.br/blog/?m=200801>. Acesso em: 20 fev. 2009.

Em 1840 realizou-se o primeiro baile. Entre 1846 e 1852 (data imprecisa) surgiu o Zé Pereira, personagem criado por um português - José Paredes - que sai às ruas tocando bumbo. Nesta época, surgem grupos de foliões de rua com bumbos e tambores que depois deram origem aos cordões, às sociedades carnavalescas, blocos e ranchos.

Disponível em: <http://luiscezar.blogspot.com/2008/01/carnaval-e-carro-clssico.html>. Acesso em: 21 fev. 2009.

O corso, hoje desaparecido, consistia num desfile de carros pelas ruas da cidade, todos de capota arriada, com foliões fantasiados atirando confetes e serpentinas uns nos outros.

Disponível em: <http://luiscezar.blogspot.com/2008/01/carnaval-e-carro-clssico.html>. Acesso em: 21 fev. 2009.

Em 1929 foi fundada a primeira escola de samba (Deixa Falar), no bairro carioca do Estácio, seguida de várias outras, no Rio de Janeiro e em outros estados.

REFERÊNCIAS DO TEXTO:

Disponível em: <http://www.terrabrasileira.net/folclore/origens/portugal/entrudo.html>. Acesso em: 21 fev. 2009.
Disponível em: <http://www.vesoloski.eti.br/blogdagabi/labels/Festa_=C3=A9_Cultura.php>. Acesso em: 19 fev. 2009.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

CORUJAS TRIGÊMEAS - ESTAS SÃO REAIS!

Minha colega Sílvia (do Curso de Especialização em Biblioteca Escolar e Acessibilidade/UFRGS) colocou em seu blog <http://bibliotecacaminhosdosaber.blogspot.com/> a foto das corujinhas trigêmeas que nasceram em Farroupilha (interior do Rio Grande do Sul).
Estes dois últimos posts são em homenagem às pessoas que colecionam corujinhas como, por exemplo, minha mãe...
Desafio: O que tu colecionas? conta-nos postando teu comentário neste post.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

SUGESTÕES DE LEITURA PARA O FIM DAS FÉRIAS





















LINS, Paulo. Cidade de Deus. 2.ed. São Paulo: Cia. das Letras, 2002. 403p.

Livro que deu origem ao filme homônimo dirigido por Fernando Meirelles (seleção oficial do Festival de Cannes/2002 e indicado para o Oscar/2004), retrata a vida em uma favela carioca.




PAIVA, Marcelo Rubens. Feliz Ano Velho. Rio de Janeiro: Objetiva, 2006. 270p.

O autor, ao mergulhar em um laguinho pouco profundo, muda
totalmente a sua vida "normal" de estudante universitário. É autobiográfico e lida com a tragédia sem perder o senso de humor.


Disponível em: <www.colegioilheu.com.br/biblioteca.htm>. Acesso em: 18 fev. 2009.

BUARQUE, Chico; PONTES, Paulo. Gota d'Água. 37.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. 174p.
Peça que estreou em São Paulo em 1977 - e à qual tive o prazer e o privilégio de assistir no extinto Teatro Leopoldina (depois Teatro da Ospa, Porto Alegre/RS), com a grande Bibi Ferreira (Joana) e um elenco afinadíssimo, apresenta músicas inesquecíveis:
"Deixa em paz meu coração
que ele é um pote até aqui de mágoa
e qualquer desatenção
-faça não
pode ser a gota d'água"




Disponível em:<http://antoniowgreat.blogspot.com/2008/05/importncia-do-ato-de-ler.html>. Acesso em: 18 fev. 2009.


Obs. - Estes 3 livros encontram-se disponíveis para empréstimo à comunidade escolar na Biblioteca da Escola Técnica em Saúde, no HCPA.

BOA LEITURA!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

FEVEREIRO - BRASILEIROS EM DESTAQUE

Disponível em: <http://flap2007.zip.net/>. Acesso em: 14 fev. 2009.

HILDA HILST (Jau, SP-1930/4 fev. 2004)

Há 5 anos morria a escritora cuja obra ao mesmo tempo experimentalista e metafísica foi definida como um "imenso palimpsesto"*.
Ficção: A obscena Senhora D., 1985; Com Meus Olhos de Cão, 1986; O Caderno Rosa de Lory Lamb, 1988
Peça teatral: O Verdugo;
Poesias: Presságio, 1950; Roteiro do Silêncio, 1959; Trovas de Muito Amor Para um Amado Senhor 1960; Trajetória Poética do Ser, 1963-66; Da Morte, Odes Mínimas.

*Palimpsesto: "papiro ou pergaminho cujo texto primitivo foi raspado para dar lugar a outro."

Referências:

*DICIONÁRIO Prático da Língua Portuguesa. 5. ed. São Paulo: Melhoramentos, 2005. p. 669.

Disponível em: <http://www.saopaulo.sp.gov.br/patrimonioartistico/sis/artistas.php?l=c>. Acesso em: 15 fev. 2009.

Leia mais em:
Disponível em:<http://www.jfmg.com.br/ver.php?centro=print_artigo&dados=8&tipo=reportagem>. Acesso em: 15 fev. 2009.

CÂNDIDO TORQUATO PORTINARI (Brodosqui, SP, 1903/Rio de Janeiro, 6 fev. 1962)
Pintor, gravador e desenhista viajou à Europa como prêmio do Salão Nacional de Belas Artes (1928), onde, além dos clássicos, teve contato com os movimentos modernistas; premiado em 1935 (Carnegie Institute, New York com a obra Café), também foi professor.
Muralista, realizou paineis inspirados nos artistas mexicanos: Movimento Rodoviário, na Via Dutra; Ministério da Educação e Saúde, no Rio de Janeiro; Pavilhão do Brasil, na Feira Mundial de New York; Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte; Primeira Missa no Brasil, (1948); Tiradentes, hoje no Memorial da América Latina, SP); Guerra e Paz, na sede da ONU, em NY.
As séries Emigrantes e Cangaceiros mostram uma pintura expressionista, de caráter social.
Outros prêmios: Legião de Honra do Governo Francês (1946); Guggenheim e Halmark Art (1956).


Disponível em: <www.bluebeat.com/albums/28962>. Acesso em: 15 fev. 2009.

ARI EVANGELISTA BARROSO (Ubá, MG, 1903/Rio de Janeiro, 9 fev. 1964)

Compositor popular e radialista cujos sucessos: Dá Nela, 1930 (vencedor do concurso de carnaval do ano); Maria, 1932; Na Batucada da Vida, 1934; No Tabuleiro da Baiana, 1937; Boneca de Piche, 1938; Na Baixa do Sapateiro, 1938; Risque, 1952; Rancho das Namoradas, 1962 foram compostos , muitas vezes, em duplas com músicos do calibre de Vinicius de Morais e Francisco Alves.
Seu maior sucesso, Aquarela do Brasil, foi gravado por vários artistas, no brasil e no exterior.
Compôs também para revistas musicais: Laranja da China e Brasil do Amor.
Manteve, desde 1934, o programa A Hora do Calouro, na Rádio Cruzeiro do Sul, com um estilo que influenciou outros apresentadores. A partir de 1935, tornou-se locutor esportivo.
Foi aos EUA em 1944, onde compos a trilha sonora para o filme de Walt Disney Você Já Foi à Bahia?


Disponível em: <cdcc.sc.usp.br/.../art_21/revoltavacina.html>. Acesso em 15 fev. 2009.

OSVALDO GONÇALVES CRUZ (São Luís do Paraitinga, SP, 1872/Petrópolis, RJ, 11 fev. 1917)

Médico e sanitarista, pioneiro da medicina experimental em nosso país, estagiou no Instituto Pasteur (Paris, 1896). De volta ao Brasil (1899), foi designado para organizar o combate ao surto de peste bubônica em cidades portuárias. Criou-se, então, para produzir soros e vacinas, o Instituto Soroterápico, hoje Instituto Osvaldo Cruz (fazenda de Manguinhos, RJ).

Em 1903 foi nomeado Diretor Geral da Saúde Pública, organizando as famosas brigadas de combate ao mosquito transmissor da febre amarela, que também combateu em Belém (PA), bem como o controle da malária na Amazônia, durante a construção da estrada de ferro Madeira-Mamoré, sobre o qual escreveu Considerações Gerais sobre as condições Sanitárias do Rio Madeira (1910), sendo recebido na Academia Brasileira de Letras em 1913.

Foi prefeito de Petrópolis onde traçou um plano para a reurbanização da cidade serrana (1916 até seu falecimento).


Disponível em: <http://www.adorocinemabrasileiro.com.br/filmes/janio-a-24-quadros/janio-a-24-quadros.asp>. Acesso em: 15 fev. 2009.

JÂNIO DA SILVA QUADROS (Campo Grande, MG, 1917/16 fev. 1992)

Advogado, foi professor de Português em São Paulo, inciando sua carreira política ao eleger-se vereador (1947), deputado estadual (1950), até chegar à prefeitura da capital paulista (1953).

Assumiu o governo do estado em 1954, credenciado por um rígido programa de moralização e e produtividade. Baseado em um forte individualismo, conseguiu enorme popularidade, tornando-se nome de projeção nacional ao restaurara as finanças do estado, o crédito e remodelar a máquina administrativa, realizando obras essenciais.

Elegeu-se deputado federal pelo Paraná e candidatou-se à sucessão presidencial em 1960, obtendo esmagadora vitória. Renunciou inesperadamente após 8 meses de mandato. Teve seus direitos políticos cassados (por dez anos) em 1964, tendo sido confinado em 1968 (quatro meses) devido a um discurso. Voltou à política, sendo eleito prefeito de São Paulo em 1985.

Escreveu obra sobre língua portuguesa e é coautor, junto com Afonso Arinos de Melo Franco, de uma obra em 6 volumes: História do povo Brasileiro (1967).


Disponível em: <www.musicapopular.org/pixinguinha/>. Acesso em: 15 fev. 2009.

PIXINGUINHA (ALFREDO DA ROCHA VIANA FILHO) (Rio de Janeiro, RJ, 1898/id.17 fev. 1973)

Instrumentista, compositor popular e arranjador, compôs seu primeiro choro aos 13 anos: Lata de Leite; aos 14, estreou como flautista profissional e com 19, gravou duas músicas suas: Rosa e Sofres Porque Queres.

Formou importantes conjuntos musicais: Os Oito Batutas, Orquestra Típica Pixinguinha-Donga, Guarda Valha, Diabos do Céu, Orquestra Colúmbia de Pixinguinha. Seus arranjos foram gravados por intérpretes como: Mário Reis, Francisco Alves e Carmem Miranda (ver post de 10 fev. 2009).

Introduziu, em seus arranjos, instrumentos de percussão tipicamente brasileiros: agogôs, cuícas, tamborins.

Suas principais obras -choros e valsas - demontram domínio técnico e dom de improvisação: O Urubu e o Gavião, Um a Zero, Carinhoso, Lamento.

Disponível em: <pdt12.locaweb.com.br/paginas.asp?id=220>. Acesso em: 15 fev. 2009.

DARCY RIBEIRO (Montes Claros, MG 1922/17 fev. 1997)

Antropólogo, romancista e político, fundou o Museu do Índio (1953) e a Universidade Nacional de Brasília (reitor de 1962-3). Foi Ministro da Educação e da Cultura (1961). Exerceu a chefia da Casa Civil da Presidência da República (1963-4), quando foi cassado pelo governo militar).

Ao retornar, após de mais de 10 anos no exílio (Uruguai), ligou-se ao PDT, sendo vice-governador do Rio de Janeiro durante o governo de Leonel Brizola (1983-87).

Suas obras principais, além de vários artigos e periódicos, são: Religião e Mitologia Kadiwéu (1950), Arte Plumária dos Índios Kaapor (1957), A Política indigenista Brasileira (1962), O Processo Civilizatório (1968), A Universidade Necessária (1977), Os Índios e a Civilização: a Integração das Populações Indígeas no Brasil Moderno (5. ed., 1986). Como romancista, publicou: Maíra (1977), O Mulo (1981), Utopia Selvagem (1982), Migo (1988).

Disponível em: <www.leme.pt/biografias/c/chiquinha.html>. Acesso em: 15 fev 2009.

CHIQUINHA GONZAGA (FRANCISCA EDWIGES NEVES GONZAGA) (Rio de Janeiro,
17 out. 1847/ id. 28 fev. 1935)
Ganhou um piano de seu pai aos 9 anos e compôs a sua primeira música aos 11 anos. Após dois casamentos desfeitos, retornou à cidade natal, compondo e dando aulas para se sustentar. O flautista Antônio da Silva Calado a introduziu nas rodas de chorões do Rio de Janeiro. Num desses encontros de músicos, em 1877, ela compôs, de improviso, a polca Atraente, seu primeiro sucesso. Depois musicou operetas e dirigiu concertos, tornando-se a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil.

Além da música, Chiquinha participava ativamente do movimento pela libertação dos escravos. Vendia de porta em porta suas partituras, a fim de angariar fundos para a causa. Foi também uma participante ativa da campanha pela proclamação da República.

Teve uma movimentada vida amorosa em uma época extremamente difícil, vivendo dos 52 anos até sua morte com um homem 36 anos mais moço, João Batista. Chiquinha venceu numa sociedade estereotipada e machista, e os seus últimos 20 anos de vida foram repletos de homenagens e sucessos.
Em 1897, compôs o tango Gaúcho, lançado na peça Zizinha Maxixe, de Machado Careca que, quatro anos mais tarde, faria uma letra para a composição, que passaria a se chamar Corta-Jaca. Essa música fez tanto sucesso que foi incluída na revista luso-brasileira Cá e Lá, encenada em Portugal e executada numa audição no Palácio do Catete, feita por Nair de Tefé, a esposa do presidente. O evento foi considerado uma quebra de protocolo e um escândalo nas altas esferas do poder brasileiro.

Enquanto ouvia o ensaio do Cordão Rosa de Ouro, no Andaraí, em 1899, Chiquinha compôs a sua primeira marcha carnavalesca, Ó Abre Alas. Em 1902, fez uma viagem à Europa, mudando-se para Lisboa em 1906.

Em 1912, Chiquinha assistiu à estréia de Forrobodó, opereta que musicara, escrita por Luiz Peixoto e Carlos Bittencourt. Três anos depois, Chiquinha musicou a peça A Sertaneja, de Viriato Correia.

Participou da fundação da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais (SBAT), em 1917, e lançou campanha de fundos destinados à construção de uma nova sepultura para Francisco Manuel da Silva, compositor do Hino Nacional Brasileiro, dois anos depois.

Em 1933, aos 85 anos, escreveu sua última partitura, Maria. Durante a sua vida, musicou aproximadamente 77 peças de teatro. Sua obra reúne mais de 2.000 composições, entre valsas, polcas, tangos, maxixes, lundus, fados, serenatas, músicas sacras. Entre suas inesquecíveis criações estão Ó Abre Alas, Atraente, Casa de Caboclo, Faceiro, Falena e Lua Branca.

Disponível em: <educacao.uol.com.br/biografias/ult1789u372.jhtm>. Acesso em: 17 fev. 2009.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

RECIBOS DE PAGAMENTOS - PRAZO LEGAL PARA DESCARTE

Disponível em: <http://www.nocaso.org/?author=7>. Acesso em: 16 fev. 2009.


Ano novo, vida nova!
Muitas pessoas iniciam o ano fazendo uma grande "faxina" nos papeis e acabam jogando fora documentos importantes, que poderão ser exigidos no futuro.

Cuidado com a sede de limpeza!
Para não ter surpresas desagradáveis no futuro, como a cobrança indevida de um serviço ou produto adquirido, ou mesmo a perda da garantia de uma mercadoria, é preciso ficar atento aos prazos de arquivamento dos documentos.

Atenção às dicas!

De acordo com José Geraldo Tardin, diretor do Ibedec (Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo), de acordo com o Código Civil, o prazo mais comum de prescrição de dívidas é de cinco anos. No entanto, há comprovantes que devem ser mantidos por mais tempo. Na tabela a seguir, você confere o prazo para os principais documentos e comprovantes de pagamento:

Seguros em geral (vida, veículos, saúde, residência etc):

1 ano após o término da vigência;

Extratos bancários:

1 ano;

Recibos de pagamento de aluguéis:

3 anos;


Taxas e Impostos Munic. e Estad.(Lixo, IPTU, IPVA etc):

5 anos;

Contas de água, luz, gás, telefone (inclusive celulares):

5 anos;

Condomínio:

5 anos;

Mensalidades escolares:

5 anos;

Faturas de cartões de crédito:

5 anos;

Contratos e recibos de serviços de profissionais liberais -
(como advogados, médicos, dentistas, pedreiros, etc.):


5 anos;

Plano de saúde:

5 anos;

Declaração de Imposto de Renda e documentos anexados:

5 anos

Comprovantes de pagamento de financiamentos de bens (como carros e imóveis):

até o término do pagamento de todas as parcelas ou após entrega da escritura definitiva (imóveis) ou documento que oficialize a quitação (consórcio);

Notas fiscais:

até o término da garantia do produto;

Documentos comprobatórios para aposentadoria junto ao INSS:

20 anos.

Texto:
Disponível em: <http://dinheiro.br.msn.com/financaspessoais/noticia.aspx?cp-documentid=16690325>. Acesso em: 10 fev. 2009.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

FIM DO HORÁRIO DE VERÃO 2009 - BRASIL

Disponível em: <didiii.wordpress.com/.../o-amor-pode-dar-certo/>. Acesso em: 12 fev. 2009.

Aproveitem: o Valentine's Day terá uma hora a mais!

Chega ao final o horário de verão 2009!
Há quem goste (eu!) e quem desgoste (o carinha da charge abaixo), mas o ciclo das estações nos deixa a certeza de que ... ano que vem tem mais!
Domingo, 15/02/2009, arrumem seus relógios atrasando-os em 1h - a partir da meia noite!


Disponível em: <saude.hsw.uol.com.br/relogio-biologico.htm>. Acesso em: 13 fev. 2009.

DIA INTERNACIONAL DO AMOR - 14 FEVEREIRO

Disponível em: <http://mblunck.spaces.live.com/blog/cns!6A477FF897E96074!4192.entry>. Acesso em: 13 fev. 2009.

Lembram o casal de bonequinhos "amar é..."?
Homenagem ao "Valentine's Day"...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

ERA DE AQUÁRIO - MÚSICA "AQUARIUS" (1969)

Em 1979, o filme "Hair", de Milos Forman, atualizou a música "Aquarius", do Fifth Dimension, lançada dez anos antes: clique abaixo para ver as duas versões:
Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=gM5dU-oKFes>. Acesso em: 13 fev 2009.

Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=toshchjuXR4>. Acesso em: 13 fev. 2009.

A parte a sessão nostalgia - esta música embalou minha adolescência - está bombando na web a notícia de que o alinhamento referido no início da melodia acontece AGORA, neste dia 14/02/2009 às 6h 25 min. para quem está dentro do horário de verão, ou às 7h 25 para o restante do Brasil. Uma tradução do site < http://www.judecurrivan.com/media-articles/articles/the-aquarian-alignment-14th-february-2009/%3E%20foi> foi recebida por e-mail enviado por uma colega do curso EBEA <http://bibliotecaeverissimo.blogspot.com/>, o qual transcrevo alguns trechos abaixo:

"Alinhamento Aquariano de 14/fev/2009
por Jude Currivan PhD
........
No alvorecer do dia 14/fevereiro, a lua em Libra entra na sétima casa dos relacionamentos e Jupiter e Marte estarão alinhados no signo de Aquarius na décima segunda casa da transformação espiritual.

Quarenta anos atrás, as palavras intuitivas de uma canção chamada Aquarius dizia:

'When the Moon is in the seventh house
and Jupiter aligns with Mars.
Then peace will guide the planets
and love will steer the stars.'

Tradução:

'Quando a Lua estiver na sétima casa
e Jupiter se alinhar com Marte,
Então a PAZ guiará os planetas
e o Amor governará as estrelas.'


Disponível em: <http://certaslinhastortass.blogspot.com/2008_10_06_archive.html>. Acesso em: 13 fev. 2009.

No alvorecer do dia 14/fevereiro, o Cosmos realmente vai personificar este perfeito alinhamento que irá apoiar nossa manifestação coletiva de Amor e PAZ, no alvorecer da Era de Aquarius.

Veja abaixo o mapa astral do dia 14/fev., que revela uma incrível concentração de influências cósmicas combinando com as energias de Aquarius na décima segunda casa.

Júpiter: o planeta da expansão e Marte: planeta da energia estarão alinhados com o objetivo mais elevado.

A presença de Quíron, o curador ferido: nos oferece a oportunidade de curar os fatos que nos separaram durante tanto tempo de nós mesmos e do todo.

Netuno enfatiza os movimentos humanitários coletivos e a co-criação da justiça social.

A presença do SOL ilumina todo este alinhamento especial.

Mercúrio também na décima segunda casa apenas um pouco além de Capricórnio, se alinha com Plutão que significa transformação para se comunicar e ancorar a MUDANÇA através de nossas estruturas globais e instituições.

A Lua em Libra na sétima casa enfatiza o início de relacionamentos harmoniosos.

Vênus em Áries na primeira casa energiza e dá poder à co-criatividade e ao dinamismo.

Saturno, o grande mestre do trabalho em oposição à Urano, o desperto inesperado: sugere uma série de confrontações dos velhos paradigmas que não são mais sustentados, entregando-se ao novo paradigma com novas esperanças; sua colocação entre Virgem e Peixes traz altruísmo prático e inspiração visionária nesta transição.

Durante os 18 minutos do alinhamento, eu convido você, em seu coração universal, para colocar sua intenção de AMOR e PAZ e juntos CO-CRIARMOS O ALVORECER DA ERA DE AQUARIUS no Cosmos.

Na forma que mais for apropriada para você, energize este momento com suas INTENÇÕES E ORAÇÕES e juntos criaremos uma onda de energia que abraçará a Mãe Terra.

Sinta-se à vontade para circular esta informação, o mapa astral abaixo e nosso convite para este incrível evento Cósmico :

O NASCIMENTO DA ERA DE AQUARIUS, conforme cantado há 40 anos na música AQUARIUS ... Participe deste grande MOMENTUM e CO-CRIE SUA NOVA REALIDADE E SUA NOVA VIDA NA MÃE TERRA AGORA ..."



quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

DESATIVADA A ESTANTE PÚBLICA Nº 1



"A Estante Pública n°1 teve o seu tempo.
Conviveu com o bairro elegantemente, era companheira dos trabalhadores e estudantes que esperavam seu transporte. Foi soberana a chuva e resistiu aos ventos. Mas, como toda matéria viva, sofreu as mudanças do tempo. Depois de 2 meses já apresentava sinais de desgaste."
Leia mais:
Disponível em: <http://www.estantepublica.blogspot.com/>.Acesso em: 12 fev. 2009.




Ao tirar estas fotos no dia 11 de janeiro deste ano, observei que, além dos danos causados pelo tempo, o acervo estava bem diferente do seu início, ou seja, o povo estava levando as obras literárias e deixando revistas velhas, antigos manuais, almanaques e muitos livros didáticos. Dez dias depois, a Estante foi desativada.
O projeto foi utópico e, por isso, maravilhoso...
É claro que aproveitar o tempo de espera em uma parada de ônibus lendo faz bem ao corpo (distrai, baixa o nível de stress) e à mente (desenvolve o intelecto, a sensibilidade, educa, provoca a desacomodação, dentre outros benefícios da leitura). Fiquei sabendo de projetos semelhantes em outras capitais, mas não sei detalhes dos mesmos.
Aqui em Porto Alegre temos parcerias que proporcionam praças, parques e canteiros bem cuidados e limpos. Só para citar alguns exemplos: Parcão (Supermercado Zaffari e Hospital Moinhos de Vento), Praça da Encol (Sistema de Saúde Mãe de Deus), Parque Germânia/Jardim Europa (Construtora Goldsztein)...
Não seria o caso de algum gestor cultural encampar esta ideia e, através de PPP (parceria público-privada) dar forma a um sistema que espalhasse paradas de ônibus com "Estantes Públicas" por toda a nossa cidade? A médio prazo, espraiando a ideia para o interior - em cidades com infra-estrutura já pronta (transporte coletivo implantado)?
Em vez de gastar nosso dinheiro na compra/manutenção de avião, por que não investir em divulgar a leitura lúdica, prazerosa à população intoxicada de big brothers?
Para isto, uma grande equipe deveria ser formada, com representantes de vários segmentos da sociedade: Universidades (Biblioteconomia, Administração, Comunicação e outros cursos), Escolas Técnicas, Secretarias de Estado, Câmara Rio Grandense do Livro, Sistemas Fiergs, Sesi, Sesc, Rotary, Clubes, Associações de Bairro, de Classe, empresários, voluntários...
Utopia? Certamente... Mas são os sonhos de hoje que nos mobilizam em busca da realidade de amanhã!

200 ANOS DE NASCIMENTO (12/02/1809) TRÊS HOMENS

Disponível em: <http://www.luciaguimaraes.com/?p=704>. Acesso em 12 fev. 2009.

ABRAHAM LINCOLN (Hodgenville, Kentucky - EUA, 12 fev. 1809/Washington, DC - EUA, 15.04.1865)
Foi eleito 16º presidente dos Estados Unidos em 1860 e governou durante o período de 1861-1864, quando foi reeleito, ocupando o cargo até sua morte.
Imbuído de profundo espírito libertário, foi durante seu mandato que os EUA aboliram a escravidão.
Seu governo enfrentou a "Guerra da Secessão", tentativa de sete estados, sulistas e escravistas, se separarem da Federação. Lincoln, porém, não reconheceu o movimento, ratificou a soberania nacional e convidou-os à conciliação.
Em Gettysburg (1863), o presidente pronunciou o famoso discurso em que definiu o significado democrático do governo do povo, pelo povo e para o povo, com repercussão mundial.
Na noite de 14 de abril de 1865, Lincoln assistia a um espetáculo no Teatro Ford, em Washington, quando foi baleado por um escravista ferrenho, vindo a falecer na manhã seguinte.

"Aqueles que negam liberdade aos outros não a merecem para si mesmos." (Abraham Lincoln)
_____________________________

CHARLES DARWIN (Shrewsbury - Reino Unido, 12 fev. 1809/Down - Reino Unido, 19 abr. 1882. Por solicitação do Parlamento britânico, foi enterrado na Abadia de Westminster)
Ver post de 26 jan. 2009 com capa de A Origem das Espécies.
Disponível em: <http://evilutionarybiologist.blogspot.com/2008/02/darwin-day.html>. Acesso em: 12 fev. 2009.
____________________________

EDGAR ALLAN POE (Boston - EUA, 19 fev. 1809/Baltimore - EUA, 7 out. 1849)

Ver post de 30 jan. 2009, com a íntegra do poema O Corvo (tradução de Fernando Pessoa)

Disponível em:
<http://panorama-direitoliteratura.blogspot.com/2008/07/edgard-allan-poe-o-corvo.html>. Acesso em 12 fev. 2009.

PLAYMOBIL - MORRE SEU CRIADOR

O criador dos bonecos Playmobil, Hans Beck, morreu no dia 2 de fevereiro aos 79 anos.


Disponível em: <http://designinnova.blogspot.com/2009/02/berlim-morreu-aos-79-anos-de-idade-o.html>. Acesso em: 11 fev. 2009.

Beck, cuja invenção vendeu 2,2 bilhões de exemplares, idealizou o primeiro Playmobil, boneco de plástico de 7,5 centímetros de altura em 1974, ano em que iniciou sua produção em série -segundo a Geobra, empresa baseada na cidade alemã de Zirndorf.


Disponível em: <http://xpopartx.deviantart.com/art/Playmobil-Beatles-70200420?offset=10. Acesso em: 12 fev. 2009.

Nascido em 1929 no estado da Turíngia, ele começou a carreira como carpinteiro e especializou-se na fabricação de brinquedos, principalmente carrinhos e aviões. Começou a trabalhar na Geobra em 1958, para se dedicar inicialmente a maquetes de avião, maquinaria e veículos industriais. Treze anos depois, foi para o departamento de brinquedos, com a tarefa de desenvolver uma nova linha de produtos para crianças, com bonecos e automóveis.

Disponível em: <http://uk.gizmodo.com/2008/03/11/playmobil_security_check_point.html>. Acesso em: 13 fev. 2009.

Seu primeiro protótipo do Playmobil tinha 7,5 centímetros, movia braços e pernas e era facilmente manipulável pela mão de uma criança. Então, surgiu a idéia de converter esse protótipo em uma criatura totalmente versátil, que pudesse se adaptar a qualquer situação e profissão.

Disponível em: <http://www.mygiftedchild.com/oldsite/cat11_1.htm>. Acesso em: 12 fev. 2009.

Inicialmente, o brinquedo era direcionado para crianças até quatro anos. Mas, depois, ele foi conquistando as crianças maiores e até colecionadores adultos. Hoje, a Geobra é uma empresa de 3.000 empregados, que exporta seus bonecos para 70 países do mundo todo.

Referência:

Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL983194-5602,00.html>. Acesso em 6 fev. 2009.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

OBAMA/OBAMIS

Disponível em: <cachorroverde.blogspot.com/>. Acesso em: 11 fev. 2009.
Ao novo presidente norteamericano, desejamos uma excelente gestão! Que a hope/esperança se concretize - mais paz, respeito (aos direitos humanos e à natureza), progresso (com os pés bem fincados na realidade)...


Disponível em: <http://planonove.blogspot.com/2008/12/obamis.html>. Acesso em: 11 fev. 2009.

O cartunista/desenhista /blogueiro carioca Sandro Menezes, com criatividade, talento e incrível senso de oportunidade, presta sua homenagem ao falecido comediante brasileiro Antônio Carlos Bernardes Gomes, o inesquecível Mussum - e fez bombar na web o desenho aí de cima, que foi estampado em camisetas, banners, bottons...

BLOGS DO SANDRO MENEZES:

my funny valentine

plano 9

Curinga : : Livre Dançar : : Groove : : Caos

Referência:

Bis. Aplauso: Cultura em Revista. Porto Alegre: Via Design, ano 11, n. 98, 2009. p. 50.
Obs. - Periódico à disposição dos nossos leitores, na Biblioteca da ETS.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

BAUHAUS - 90 ANOS DE CRIAÇÃO


Disponível em:
As linhas modernas do edifício da Bauhaus em Dessau (projeto de Gropius).

"A histórica escola Bauhaus, berço do design moderno, conhecida por muitos apenas em livros e nas universidades de design e arquitetura pelo mundo não está morta.
Fundada em 1919 por Walter Gropius, a Bauhaus teve um primeiro cliclo de vida até o ano de 1933, quando por questões políticas foi fechada (leia mais sobre a história aqui).
Mas o interessante mesmo é que a Fundação Bauhaus da cidade de Dessau não apenas está funcionado, (desde 1998, sob a direção do Professor Omar Akbar) como reassumiu seu compromisso com o “movimento Bauhaus”. Algo como unir as diferentes capacidades - a arte e a tecnologia - repensando as questões humanas, em busca de um novo caminho - desafiar o pré-fabricado com o saber-fazer dos artistas e construir novas alternativas para o mundo moderno.
Enfim, eles têm feito um ótimo trabalho, ainda muito concentrado nas questões urbanísticas, principalmente entre Berlim e Dessau, mas inclusive já vieram ao Rio de Janeiro realizar um projeto de revitalização. Muitos projetos ligados às cidades, à mobilidade urbana. Estão, acima de tudo, seguindo um novo rumo, desafiando as ciências contemporâneas como a computação e os novos paradigamas da comunicação.
O movimento Bauhaus segue vivo, e não mais preso ao modernismo e muito menos dependente do passado." (Retirado do site abaixo - leia mais)

Disponível em: <http://www.imamdesign.com.br/blog/?paged=3>. Acesso em: 7 fev. 2009.




















Disponível em:
<http://www.schools.net.au/edu/lesson_ideas/optics/optics_opart1.html>. Acesso em: 10 fev. 2009. (esquerda)
Disponível em: <http://tipografos.net/bauhaus/bauhaus-moveis.html>. Acesso em: 10 fev. 2009. (direita)

Acima, à esquerda, Johannes Itten: Die Begegnung (1916) e à direita, projeto de Marcel Breuer, cadeira modelo No. B32 (1928/31). Material: estrutura de aço tubular cromado, assento e costas em palhinha.

___________________________

"A Bauhaus combatia a arte pela arte e estimulava a livre criação com a finalidade de ressaltar a personalidade do homem."

"Mais importante que formar um profissional, segundo Gropius, era formar homens ligados aos fenômenos culturais e sociais mais expressivos do mundo moderno. Por isso, entre professores e alunos havia liberdade de criação, mas dentro de convicções filosoficas comuns.




Disponível em: <vide.strangeattractors.com/.../bauhaus_archive/>. Acesso em: 10 fev. 2009.

Bauhaus Archives (1979) - projeto arquitetônico de Walter Gropius e Alexander Cvijanovi.

_____________



"O ensino era suficientemente elástico, com a participação, na pesquisa conjunta, de artistas, mestres de oficinas e alunos.

Para Gropius, a unidade arquitetônica só podia ser obtida pela tarefa coletiva, que incluía os mais diferentes tipos de criação, como a pintura, a música, a dança, a fotografia e o teatro.

Sem demora se definiu um estilo aos seus produtos despidos de ornamentos, funcionais e econômicos, cujos protótipos saíam de suas oficinas para a execução em série na indústria.


Mestres:




















Disponível em:
Disponível em: <inspiredby-life.livejournal.com/2089.html>. Acesso em 10 fev. 2009.

Acima, obras dos artistas e professores da Bauhaus: Paul Klee (esquerda) e Lyonel Feininger (direita).

Lyonel Feininger (pintor americano), Gerhard Marks (escultor e gravador alemão), Johannes Itten (pintor suíço) foram os artistas que iniciaram a escola, logo juntando-se aos mesmos: Oscar Schlemmer, Paul Klee, Wassili Kandisnski, László Moholy-Nagy, Mies van der Rohe, Josef Albers e Marcel Breuer."


















Projetos de Mies van der Rohe: à esquerda cadeira Barcelona (1929) e à direita, D42 (1927), objetos clássicos até hoje comercializados em todo o mundo.

Referência:
NOVA Enciclopédia Barsa. Rio de Janeiro: Encyclopaedia Britannica, 1997. Bauhaus, v.2., p. 380-382.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LER COM A LÍNGUA