segunda-feira, 10 de agosto de 2009

PARQUES EÓLICOS DE OSÓRIO - RS

Hoje, ao chegar na ETS (Escola Técnica em Saúde, no HCPA), tive a grata surpresa de receber ótimas doações da nossa Diretora, professora Elige. Dentre os materiais doados, esta obra belíssima e atual - com texto bilíngue português/espanhol.
Vale a pena ver, para apreciar as fotos e saber mais sobre energia eólica!

Disponível em: <http://www.libretos.com.br/obras_det.php?id=41>. Acesso em: 10 ago. 2009.

Tu podes consultar na Biblioteca da ETS:

VENTOS DO SUL ENERGIA. Parques Eólicos de Osório: Rio Grande do Sul/ Brasil. Porto Alegre: Ventos do Sul Energia, 2007. 201p. (* p. 108-109)

Aproveitando a deixa - e em "homenagem" ao vendaval que tem assolado nosso estado, aqui vai um poema do qual gosto muito. Eu o conheci declamado pelo próprio autor, bem antes de ser eleito membro da Academia Brasileira de Letras: Carlos Nejar! Tive o prazer de escutá-lo declamando quando cursava Magistério no Colégio Sévigné (nem vou dizer quando!)...

O Campeador com as rédeas do tempo (*)
Carlos Nejar

Quando os ventos chegarem
na terra forte,
quando as nuvens rolarem
sobre as nuvens
e o vento se deslocar
sobre o vento,
o sonho tombará o sonho,
reverdecendo.

Quando o vento se deslocar
sobre o vento
na terra forte,
os homens serão setas no tempo.
O tempo destila o tempo.
II

Os ventos serão asas,
os homens serão ventos,
as noites serão as noites
dentro das noites,
as casas
dentro dos homens,
o tempo.

A morte sempre vivida
é vida multiplicada.

III

Nada,
nem a lentidão
do drama,
o curto espaço
em que habitava,
o fio da espada,
nem os trópicos,
nada embaciava
aquela onda horizontal
o Cavaleiro e sua jornada.

IV
As pedras se transformam
em astros longe ventando,
os pássaros retomam
os horizontes de vento.

As noites passam
dentro das noites
e os ventos dentro dos ventos.

A morte sempre vivida
é vida multiplicada.

V

O vento é o vento ,
a vida é noite
cheia de ventos,
porém ao vento
como encontrá-lo ?

Na sombra branca ,
na sombra branca,
na sombra branca de seu cavalo.

VI

O vento é o vento;
as crinas não rompem
o silêncio
e ao seu galope
retumba a água,
prossegue sempre,
até que o tempo
desmonte a morte,
no seu galope,
desmonte o tempo.
Prossegue sempre.

VII

Quando os ventos forem caminhos
e os ventos-ventos forem sementes,
quando os cavalos forem moinhos
e a noite negra for transparente,

quando os ventos forem caminhos,
quando os barcos forem poente,
quando os cavalos forem moinhos,
moendo a noite tranquilamente,

quando os ventos forem caminhos,
a vida cheia de ventos
na vida feita semente,
moendo o jugo com seus dentes,

quando os ventos forem caminhos,
seremos ventos e ninhos,
sombras esguias, ventos-moinhos,
moendo a noite nos seus caminhos.

Obras do poeta na Biblioteca da ETS (empréstimo):


NEJAR, Carlos. O Campeador e o Vento. Porto Alegre: Sulina, 1966. 114p. (3 exemplares)
______. Casa dos Arreios. Porto Alegre: Globo; Brasília: INL, 1973. 103p.
______. O Poço do Calabouço. Rio de Janeiro: Salamandra, 1977. 105p.
______. Somos Poucos. [Porto Alegre]: Crítica, [1974]. (2 exemplares).

4 comentários:

Isa Klein disse...

Kátia, querida!!!

Que gostoso receber sua msg!!! Adorei!!!

Seu cantinho merece, e muito, ganhar o prêmio!!! Boa sorte pra nós!!!

Tenha uma semana colorida, encantada!!

Bjinhos e carinho!

Dri Viaro disse...

muito linda a poesia
bjssss

maria anuciada disse...

SERÁ QUE ALGUEM PODE ME AJUDAR?
FOLHA DO ESTADO DO RIO, SOU ESTUDANTE DE JORNALISMO E PRECISO APRESENTAR UM TRABALHO, SOBRE A DIRETORA PROPRIETÁRIA DESTE JORNAL E ESTOU ENCONTRANDO UMA GRANDE DIFICULDADE, PÓS AQUI NÃO ENCONTREI UM DOCUMENTE QUE FALE SOBRE ESTA GRANDE MULHER. A ÚNICA COISA QUE DESCOBRI É QUE NASCEU EM FORTALEZA, NO DIA 12 DE 1927. ESTUDOU ATÉ O CIENTÍFICO EM FORTALEZA, EM SEGUIDA TRANSFERIU-SE PARA O RIO DE JANEIRO, RESIDIU EM NILÓPOLIS ONDE FOI VERIADORA, JORNALISTA E POETISA.
PEÇO CARECIDAMENTE A ESTE TÃO RESPEITADO JORNAL, SE TIVER EM SEUS ARQUIVOS ALGUM DOCUMENTE SOBRE FERNANDA BRITO, POR FAVOR, MANDE-ME, POS ESTOU PRECISANDO MUITO. SUA BIOGRAFIA OU QUALQUER OUTRO DOCUMENTO QUE REGISTROU A PASSAGEM DELANESSE PLANETA, SERÁ DE MUITA IMPORTÂNCIA PARA MIM.
OBS: NEM MESMO NA CASA DE JUVENAL GALENO, EM FORTALEZA, ONDE É SÓCIA DA ALA FEMININA E OCUPA A CADEIRA DE NÚMERO SEIS, NÃO CONSTA NADA SOBRE ELA. SERIA MUITA IMPORTANTE QUE ESTA INSTITUIÇÃO DISPONIBILIZASSE UM ACERVO SOBRE FERNANDA BRITO, PARA QUE NÓS PODÉSSEMOS CONHECE-LA MELHOR.
DESDE JÁ OBRIGADO
QUALQUER INFORMACÃO: MENTE-LIMPA@HOTMAIL.COM FORTALEZA, 19/08/2009

Virgínia Carvalho disse...

Estou no mesmo impasse do meu colega estudante de Jornalismo q escreveu tb no blog...gostaria de maiores informações da Fernanda Brito ja q nao se sabe la grande coisa sobre ela, tb preciso fazer um trabalho de jornalismo e peço mto a ajuda de todos. meu email é virginiacarvalho21@hotmail.com
Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LER COM A LÍNGUA